A Rota das Abolições da Escravidão
e dos Direitos Humanos
 
  O Castelo de Joux -Toussaint Louverture

História
História
Prático
Prático
Acesso
Acesso
Manifestaçoes
Manifestaçoes

«  Ao me fazer cair, vocês so derrumbaram o tronco do arvore da liberdade dos negros. Volverà a crecer pelas raizes porque elas são profundas e numerosas. » Toussaint Louverture, 7 junho 1802


Erguido a partir do seculo 11, o Castelo de Joux, culmina aos 1000 metros e domina a pasagem rumo a Suiza. Volveu uma posição chave da estrategia de defesa das fronteiras do leste da Fança apôs  da conquista de Luis XIV.
 

A partir dos anos 1690 até 1815, o Castelo de Joux, se transforma numa prisão de Estado e recebe em 1802, Toussaint Louverture (1743-1803), detido baixo as ordens de Napoleão Bonaparte por se ter oposto ao restabelecimento da escravidão.

Este ex-escravo, governador da ilha de Santo-Domingo, faleceu dia 7 de abril 1803.
 
Hoje em dia, a cela de Toussaint Louverture se volveu um lugar frecuentado por uns 70.000 visitantes por ano, que rendem homenagem a quem foi, muito antes de Martin Luter King ou Nelson Mandela, o símbolo da emancipação dos povos.

Cellule Toussaint Louverture au Château de Joux
Cela de Toussaint Louverture


Contatem o castelo de Joux >>

 

Copyright © 2007 Route des Abolitions tous droits réservés
Réalisation Torop.Net - Site mis à jour avec wsb.sw4torop.net
Plan du site
Avec le soutien financier de :